Postagens

Flores (baseado em fatos reais)

Imagem
As flores que Rebeca carregava lentamente sobre seus antebraços lembravam-na da canção, sim daquela canção...
"Flores para quando tu chegares
Flores para quando tu chorares
Uma dinâmica botânica de cores
Para tu dispores, pela casa"
Após cantar mentalmente movimentando os lábios sem som, subitamente, enfim, as lágrimas acumuladas desde ontem começaram a cair, não rolaram pela sua face avermelhada, mas sim caíam duramente, camadas e camadas de lágrimas, uma explosão nuclear de lágrimas. De seu peito saía um vulcão de dores, sentimentos, lembranças. Foi obrigada a parar, ninguém percebeu, pois ela era a última no cortejo. Ninguém a amparou porque estava sozinha. Não havia família, não havia amigos, não havia mais ele. Bec, como ele a chamava, procurou uma árvore para se apoiar. Encostou-se nela com toda sua alma, sentindo a vibração da natureza a sua volta, cada célula do seu corpo sentia isso, mas sentia também a falta dele. 
Camilo era botânico, uma profissão muito nobre e rara…

REGÊNCIA VERBAL

(extra) Joana tinha vinte anos e estranhava muito a rápida transformação de Manaus. Quando era ainda criança, as ruas não possuíam calçamento, as casas eram na maioria de madeira e careciam de eletricidade, água e esgoto. Uma viagem até Belém durava invariavelmente três meses. Quando o pai de Joana chegou ali em 1865, vindo do Maranhão, não encontrou mais de cinco mil almas. Era um lugarejo triste e de poucas ruas e muita lama. Quando Joana completou quinze anos, seu pai ofereceu uma recepção para duzentos convidados e a cidade já estava com vinte mil almas.
(Adaptado de: SOUZA, Márcio. Galvez Imperador do Acre. 18. ed. Rio de Janeiro, Record, 2001, p. 132) 
No que se refere à regência verbal, a expressão destacada em as ruas não possuíam calçamento estará corretamente substituída por:    a) eram dotadas com    b) contavam de    c) continham com    d) detinham de    e) dispunham de 
1. Assinale a única alternativa que está de acordo com as normas de regência da língua culta.

a) avise…

English

http://aulasdeinglesgratis.net/200-textos-em-ingles-com-traducao-e-audio/

time-poor
not having enough free time

I have time-poor today.

Steal vs rob
Both steal and rob mean 'take something without permission'.

Steal
Steal focuses on the object or the thing which is taken.

Hey! Somebody just stole my phone.
You once stole chocolate from a shop!
She has completely stolen my heart.
Rob
Rob focuses on the victim of the crime.

The men robbed a bank last night.
Three guys robbed me while I was travelling home.
She has been robbed three times this year.
__________________________________________

Vírgulas

Imagem
A não menos nobre vírgula

      [...] Jacob mandou esta questão: “Sempre aprendi que o advérbio deveria vir entre vírgulas, mesmo que, às vezes, a frase fique truncada.
      Quando vi que não colocou os advérbios entre vírgulas, senti que há uma esperança de me libertar dessas verdadeiras amarras dos tempos escolares. Como pontuar, afinal, nesses casos?”.
      O leitor acertou na mosca quando se referiu a “essas verdadeiras amarras escolares”. Tomemos como exemplo o próprio texto do leitor, que na passagem “...mesmo que, às vezes, a frase fique truncada” optou por pôr entre vírgulas a expressão adverbial “às vezes”, que vem entre a locução conjuntiva “mesmo que” e “a frase”, sujeito da oração introduzida por “mesmo que”.
      Vamos lá. Teria sido perfeitamente possível deixar “livre” a expressão adverbial “às vezes”, ou seja, teria sido possível não empregar as duas vírgulas (“...mesmo que às vezes a frase fique truncada”). É bom que se diga que, com as duas vírgulas, a expressã…

Aula de Literatura

Linguagem literáriaElementos da narrativaOrigem da literatura: literatura gregaTragédia e ComédiaConceitos gerais de poesiaTovadorismoHumanismo

LINGUAGEM LITERÁRIA

→ Linguagem literária: pode ser encontrada na prosa, em narrativas de ficção, na crônica, no conto, na novela, no romance e também em verso, no caso dos poemas. Apresenta características como a variabilidade, a complexidade, a conotação, a multissignificação e a liberdade de criação. A Literatura deve ser compreendida como arte e, como tal, não possui compromisso com a objetividade e com a transparência na emissão de ideias. A linguagem literária faz da linguagem um objeto estético, e não meramente linguístico, ao qual podemos inferir significados de acordo com nossas singularidades e perspectivas. É comum na linguagem literária o emprego da conotação, de figuras de linguagem e figuras de construção, além da subversão à gramática normativa.
→ Linguagem não literária: pode ser encontrada em notícias, artigos jornalísticos, te…