Postagens

Temer e a mesóclise: o homem pronominal

Temer e a mesóclise: o homem pronominal:





O país passou sem escala dos anacolutos de Dilma Rousseff às mesóclises de Michel Temer. De um ponto de vista (digamos) psíquico-gramatical, a mudança faz o desfavor de sugerir que não há meio termo para o ser brasileiro: ou tropeçamos a cada passo na desestruturação lógica e sintática, tentando fazer com que palavras e coisas se encaixem a golpes de marreta, ou caímos na cafonice bacharelesca que azeita as engrenagens do discurso enquanto o afasta da fala popular e o torna marotamente difícil, concebido menos para se comunicar com cidadãos do que para mesmerizar multidões. Em algum lugar profundo de nossa mentalidade, há uma placa de bronze na qual, sob uma efígie de Rui Barbosa e com nota de rodapé informando tratar-se de tradução do latim, está gravada esta mentira: “Falar enrolado é sinal de uma inteligência superior”. Sim, este artigo trata de uma mera questão de forma. Em primeiro lugar porque por trás desta, se procurarmos bem, sempre há b…

Reescrevendo com coesão

É possível notar que os alunos do 6º, 7º e até alguns dos 8º anos não sabem escrever com coesão.
Simplesmente vão vomitando palavras no papel e pronto.
Para trabalhar essa questão, e fazê-los perceber na prática o que é coesão, criei os três textos abaixo a fim de que eles reescrevam de forma coesa, usando a pontuação de forma correta e os conectores, excluindo, assim, palavras desnecessárias.
1.Nanica era uma menina que gostava de passear no parque e seu pai amava levar Nanica para passear no parque quando ela falava que não ia estudar o pai da Nanica ficava muito triste porque ele achava que estudar é muito importante.
2.Serginho sonhava sempre em ser advogado e daí ele sempre falava isso para sua mãe que sua mãe ficava muito emocionada quando Serginho falava que queria ser advogado e ele não sabia muito bem o que um advogado faz mais Serginho queria muito ir estudar para ser advogado.
3.Mercury é uma cachorrinha muito fofa que foi abandonada na rua junto com seu irmão Fred que foi aba…

2+2= rock

São Paulo, segunda-feira, 19 de julho de 2010   Próximo Texto | Índice 2 + 2 = Rock
ESCOLA NOS EUA ENSINA A TOCAR BAIXO, BATERIA E GUITARRA E A TER UMA ATITUDE ROCK AND ROLL, NOS PALCOS E FORA DELES

FERNANDA EZABELLA DE LOS ANGELES Chelsea Dollar tem 17 anos e uma meta na vida: ser uma estrela do rock. Se não rolar, vai se inscrever numa escola de enfermagem (e esquecer desse sonho de vez). A americana trabalhava como recepcionista e nunca tinha cantado numa banda. Até resolver entrar na School of Rock (Escola do Rock). Neste ano, ela cantou "Dani California" e "Classic Girl" num concerto de covers de Red Hot Chili Peppers e Jane's Addiction. 
A Escola do Rock é uma franquia com quase 70 unidades pelos EUA para jovens de até 18 anos. Chelsea estuda na unidade de Los Angeles, uma das mais agitadas do país, com cerca de 100 alunos. No mês passado, fizeram um show com músicas do Radiohead. E, no dia 27, tocam na lendária casa Whisky a Go Go, cenário da efervesc…

Estratégias de escrita de autores famosos

TEXTO 01 DICAS DE DIVERSOS AUTORES PARA SE ESCREVER BEM
 Bernardo Pina


[...]

George Orwell

Esse é o autor de grandes obras tal como “1984” (livro que inspirou o conceito “Big Brother”) e “A revolução dos bichos”. No ano de 1946, Orwell escreveu um texto dando sugestões para melhorar o uso da língua nas publicações da época. Mesmo sendo “velhas”, as dicas são perfeitamente aplicáveis nos textos produzidos até hoje.

Se você escreve com freqüência para algum lugar, vale a pena ler as dicas abaixo.


Nunca use chavões, metáforas ou outras figuras de linguagem que você esteja acostumado a ver na imprensa.Nunca use uma palavra longa onde uma curta é suficiente.Se for possível cortar uma palavra, sempre a corte.Nunca use a voz passiva se puder usar a ativa.Nunca use uma frase estrangeira, um termo científico ou um jargão se você consegue pensar em um equivalente comum.Quebre qualquer destas regras antes de escrever alguma barbaridade.
Ernest Hemingway

Ganhador do prêmio Pulitzer de 1953 com a …