Leonardo (Am1) Diversidade Cultural - TO/AC/AM

*ACRE

Etnias
Cor/Raça (IBGE 2006)[79]Porcentagem
Pardos57,5%
Brancos33,0%
Negros7,8%
Amarelos ou indígenas1,7%




http://revistaecoturismo.com.br/turismo-sustentabilidade/wp-content/uploads/2009/10/031169722-fmm00.jpg

http://www.hjobrasil.com/figuras/produtos/3586/etnias01.jpg

Existem no Acre, 34 terras indígenas ocupadas por mais de 12.000 índios, que representam 2% da população total do Estado. Esse contingente populacional pertence a 14 diferentes etnias, de línguas Pano, Aruak e Arawá: (Yaminawa, Manchineri, Kaxinawá, Ashaninka, Shanenawa, Katukina, Arara,Nukini, Poyanawa, Nawa, Jaminawa-Arara e Isolados). As etnias isoladas, sem contato com a sociedade, têm o seu território tradicional ao longo da fronteira internacional Brasil-Peru

Economia


O modelo de desenvolvimento econômico baseia-se, primordialmente, no extrativismo, com destaque para extração de madeira por meio de manejo florestal, o que, teoricamente, garante o uso econômico sustentável da floresta.
A economia acreana repousa na exploração de recursos naturais. Os mais importantes são a borracha e a castanha.



http://www.brasilescola.com/upload/e/economia%20do%20acre.jpg

CULTURA

A cultura do Acre é muito parecida com a dos outros Estados da região Norte. A comida típica utiliza o pato e o pirarucu, que herdou dos índios, e o bobó de camarão, vatapá e carne de sol com macaxeira, trazido do Nordeste brasileiro logo quando iniciou a extração do látex, já que muitos nordestinos migraram para o Acre tentando uma melhor qualidade de vida.
No artesanato os artigos confeccionados com materiais extraídos da floresta amazônica. Do seringal surgiu a figura do seringueiro, que colaborou em momentos importantes da história brasileira para o desenvolvimento do país, trabalhando duro na extração do látex na floresta amazônica.

O Acre já foi retratado como cenário histórico no cinema e na televisão, interpretado por um numeroso elenco de atores consagrados na minissérie Amazônia, de Galvez a Chico Mendes (2007), da mesma autora das telenovelas América (2005) e Caminho das Índias (2009), a acreana Glória Perez.
















http://peruviaacre.com/wp-content/uploads/2012/06/DSC04917.jpg

*TOCANTINS

Artesanato

A alma do povo do Tocantins também tem forte expressão do artesanato, que traduz a grande diversidade natural e cultural do estado. Os moradores da cidade de Arraias, por exemplo, usam a "tabatinga", uma argila branca para produzir peças utilitárias cujo produto final se assemelha da a cerâmica. Na região de Mateiros os artesãos utilizam uma palha dourada típica, que é colhido apenas em uma época do ano para confeccionar cestarias. Isso sem contar com o rico e atraente artesanato indígena. Para valorizar, fortalecer esse tipo de manifestação cultural, o governo do Tocantins promove anualmente, no mês de outubro a Fecoarte - Feira de Artesanato do Estado, que reúne em Palmas artesãos de todo o estado. A feira também é uma oportunidade para as regiões apresentarem seu folclore e suas comidas típicas.


http://www.centraldocerrado.org.br/blog/wp-content/themes/centraldocerrado/imagens/produtos_mumbuca.jpg

Destaques econômicos

O principal setor econômico do Tocantins é a agropecuária, que responde por 40% de seu PIB, estimado em 1,297 milhão de reais. A pecuária bovina de corte é a atividade mais importante. Entre os produtos agrícolas destacam-se o arroz, a soja, o milho e o feijão. A produtividade agrícola é uma das mais altas do país. Na safra 1999-2000, a área plantada atinge cerca de 300 mil ha. As maiores produções são de arroz, soja e milho. A fruticultura também se desenvolve no Tocantins, com o abacaxi surgindo como investimento promissor. Cultivado numa área de 2,5 mil ha, com produção de 50 milhões de frutos, só perde em área plantada para a banana e a cana-de-açúcar. O estado também possui grande quantidade de minerais - como ouro, cobre, calcário, cristais de rocha, talco, fosfato, diamante, enxofre, manganês, titânio e rutilo - e fontes de águas minerais e termais em várias áreas do território. Porém, o setor mineral depende da implantação da Ferrovia Norte-Sul para ganhar maior impulso.
 

RITUAIS

Festejar os rituais, para os povos indígenas, é preservar o que eles têm de mais autêntico. As manifestações indígenas são grandes acontecimentos e reúnem povos de diferentes aldeias; entre os ritos estão o Hetohoky, a cerimônia do Aruanã, as Festas da Batata, Corrida da Tora e da Empenação.

A cultura indígena se manifesta por meio dos ritos e da sua arte. Festejar os rituais significa a preservação da cultura. As manifestações indígenas são grandes acontecimentos e reúnem povos de diferentes aldeias, pois são datas que revivem os costumes e tradições.


http://mostra.org/29/images/filmes/695.jpg

*AMAZONIA

Francisco Orellana, capitão espanhol, em 1541, deu o nome de AMazonas ao rio que havia visto. O Estado, a que nos referimos, mais tarde recebe o mesmo nome.

•ARTE:Cerâmica ornamental e pequenos objetos em pedra e lãtex


http://images04.olx.com.br/ui/2/66/17/21805917_3.jpg

•DANÇA:Trancelim (pau de fita)
Tambor-de-mina


http://2.bp.blogspot.com/-pRC3ixnXlHs/T-Me956UdAI/AAAAAAAANIg/3vAebI02YWc/s320/dan%C3%A7a+do+cacuri%C3%A3.jpg

•CULINÁRIA:À base de peixe e farinha de mandioca.
Maniçoba: feita com folha de macaxeira e carne de porco envolvida em folha de bananeira (Macapá).

http://retrogosto.files.wordpress.com/2011/05/culinaria-amazonica.jpg
 
 
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exercícios de Interpretação de texto