O significado


O significado
Eu, sem saber sobre o minifúndio do meu vizinho, o João, fui correndo perguntar o que era a ortoépia para a minha vizinha, foi quando ela comentou sobre o meu relógio de parede e nesse momento e do nada o João apareceu gritando:

- Pictório! Oh Pictório!

Eu perguntei para ele o que significava aquilo, ele olhou nos meus olhos e disse que eu só iria saber se lhe desse um beijo no rosto, então disse a ele que fosse plantar batatas!
No dia seguinte fui à lagoa que era bem perto do local onde o João adorava ir. Era um lugar lindo, mas perigoso, diziam que ali a ortoépia era muito intensa, do nada o João apareceu e me perguntou:

- Aila você quer nadar comigo hoje?
- Não sei João, tenho que pensar, pois ainda tenho muitas tarefas pra realizar em minha casa!
-Ah, por favor! Vamos? Vai ser legal e o dia está tão lindo!
-Então está marcado João, nos encontraremos atrás da cachoeira, depois que a ortoépia baixar, lá pelas três da tarde.

Eu fiquei muito ansiosa, pois João era muito lindo, e toda vez que chegava perto de mim me fazia ficar vermelha como o quiprocó.

Fui ao lugar combinado, e ele estava lá sentado sobre uma pedra atrás da cachoeira, foi então que ele me perguntou se eu queria saber o significado de pictório, eu disse que nem me lembrava mais disso, foi então que ele pegou na minha mão, olhou dentro dos meus olhos e me perguntou se eu teria medo de saber o que era o tal pictório, eu disse a ele que não me importava mais, foi então que o inesperado aconteceu, ele me beijou, e de repente a ortoépia começou a subir, ele disse-me para ficar calma, segurar nas mãos dele e não soltar por nada, ao final do dia ele me deixou em casa com um ar de mistério.

Depois daquele dia decidimos namorar, João com seus lindos olhos verdes, cor de mar, decidiu que todas as noites me faria sonhar. Os anos se passaram e eu, tímida, nunca tinha coragem de perguntar o que era o tal de pictório, eu e o João nos casamos e tivemos um filho lindo, chamado Gabriel.

Muitos anos se passaram e eu já estava bem avançada de idade, meu amor, o João, ainda continuava o garoto que eu conheci na minha adolescência. Nosso filho já não era mais um molequinho e se tornou um homem e com sua esposa foi morar no Rio de Janeiro. Eu e o meu João morávamos no norte do Paraná em uma cidade chamada Ivaiporã, foi lá que senti, de repente, um mal estar, foi então que perguntei ao meu amado o que significava aquela palavra estranha que ele sempre falava em sua juventude a tal de pictório. Calmante ele tentou me dizer, mas eu já estava sem forças e não conseguia me mexer, a morte estava chegando para mim. Meus olhos embaçaram, minha voz não saía, minha mente viajou até o dia em que aconteceu nosso primeiro beijo, então as últimas palavras que disse foi que eu o amava e muito e que sempre que sentisse saudades de mim lembrasse da palavra pictório.

Depois de dois dias meu amado também veio a falecer levando consigo um segredo: o significado da palavra pictório. Que já não importava, mas foi esquecida e com o tempo apagada.

Carolaine Neves dos Santos
TF50 / JULHO-2013
Orientação Profª Julie de Pádua
ABC VIDA

Descrição da atividade:
Escrever um texto com palavras desconhecidas: quiprocó, ortoépia, parelho, pictórico e minifúndio



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exercícios de Interpretação de texto