A história de Khamilly - Por Sthefany Oliveira - Bullying e cyberbullying


Khamilly era uma garota de quinze anos, era uma menina muito estudiosa, era diferente das outras adolescentes, pois não se comportava como uma adolescente qualquer.

 Khamilly não era tão alegre e tão feliz quanto às outras, ela era um pouco fechada, e se sentia mal porque tinha apenas uma amiga e ainda achava que essa sua amiga não era a ideal, mas o tempo foi passando e cada vez mais as pessoas iam se afastando de Khamilly, e o mais triste é que ela se sentia muito sozinha, pois sentia que nem seus pais a amavam.

 Então ela por ser muito quieta começou a sofrer bullying pelos seus colegas da escola, começaram a dizer coisas horríveis a ela, faziam várias coisas para prejudicá-la e como sempre Khamilly permanecia quieta. Então já sem saber  o que fazer, pediu ajuda à várias pessoas, mas todas elas se recusaram a ajudá-la.

 Após passar alguns dias Khamilly resolveu abrir uma conta em um site de comunicação social que todos de sua escola tinham, mas não achou que poderia ser vítima de Cyberbullying. E então uma pessoa falou gentilmente falar com ela, como ela se sentia muito sozinha acabou conversando e levou a conversa mais adiante. Contou tudo sobre sua vida, porém não imaginava que essa pessoa usava um perfil falso, e os dias foram se passando e então essa pessoa começou a se virar contra Khamilly e começou a dizer coisas horríveis para ela e para todos, sobre ela.

 Khamilly ficou muito desesperada e sem saber o que fazer foi pedir ajuda a seus pais e eles apenas disseram – se acalme, dê tempo ao tempo e tudo irá se resolver.

Nesse momento ela apenas chorava, pois não tinha o apoio de seus pais, ela estava arrasada com o que estava acontecendo pelo fato de sofrer bullying na escola por ser, “diferente”, ser quieta demais e por estar sendo enganada por uma pessoa se passando por outra pela internet.

 Ela não tinha apoio e não se sentia amada pelos seus pais, e também não tinha uma amiga em que pudesse estar ao lado nesse momento difícil.

 Khamilly então decidiu ignorar tudo isso, ela tinha certeza que uma hora tudo iria passar, mas passaram meses e a situação dela só piorava e em certo dia ela estava sozinha em casa e a única coisa que se passava pela sua mente (naquele momento) era morrer. Então ela pegou uma faca e se aproximou da piscina de sua casa, ela com a faca foi se cortando e escrevendo em seus braços “Mãe e Pai amo vocês, mas infelizmente vocês não me amam” e se jogou na piscina.

Khamilly morreu afogada e seus pais demoraram um pouco para chegar, após uma hora de seu falecimento a mãe e o pai dela chegaram e se culparam pela morte da filha, e ao lerem o que ela escreveu com uma faca em seus braços se culparam mais ainda. Os dias se passaram e então os pais dela lembraram que ela tinha pedido ajuda e eles simplesmente falaram para ela se acalmar que era só uma questão de tempo e assim foram verificar o que estava acontecendo com Khamilly a ponto dela se matar, e aí viram que era falta de amor dos próprios pais e de estar sofrendo bullying e cyberbullying.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Exercícios de Interpretação de texto

Higiene Pessoal - INTRODUÇÃO